Redes Sociais

Nosso Whatsapp

 (19) 9.9929 1015

Encontre o que deseja

NO AR

Musical Nova 15

    Piracicaba

Instrutor de paraquedas de Piracicaba (SP) está entre as vítimas fatais após acidente com avião

Romão Junior praticava a atividade há mais de oito anos e compartilhava seus saltos com frequência nas redes sociais.

Publicada em 11/05/22 as 21:21h por Reinaldo Diniz/PN15 - 420 visualizações

Compartilhe
   
Link da Notícia:
 (Foto: Jornal Cidade de Boituva; Redes Sociais)

O instrutor de paraquedismo, Wilson José Romão Junior, de 38 anos, morador de Piracicaba (SP), está entre as vítimas fatais da queda de uma aeronave própria para salto de paraquedas, na tarde desta quarta-feira (11), em Boituva (SP). Também morreu diretor cinematográfico e paraquedista, André Luiz Warwar, de 53 anos.


Ele praticava a atividade há mais de oito anos e compartilhava seus saltos com frequência nas redes sociais. Dois dos diversos saltos que estavam no currículo de Romão Júnior era o Wingsuit, também conhecido como traje planador, em que o paraquedista se veste com um macacão com asas para percursos de grande extensão e com alta performance, e o salto a partir de um balão de ar quente, que, segundo os praticantes, apresentam uma maior performance e adrenalina.


Nas redes sociais, diversos internautas se manifestaram pela morte do paraquedista. “Foi um prazer imenso ter você por perto”, “Leve essa energia fantástica para o reino dos Céus”, “Foi uma honra dividir terra e Céus com você”, foram algumas das mensagens compartilhadas.


Em nota, a Prefeitura de Boituva explicou que o avião, de prefixo PT-OQR, decolou do Centro Nacional de Paraquedismo (CNP) e durante o percurso a aeronave teve uma pane elétrica, o que obrigou o piloto a fazer um pouso de emergência, mas, durante a aterrisagem, o avião bateu em um barranco e capotou.


A prefeitura disse ainda que o CNP ocupa um espaço de 99 mil metros quadrados e registra uma média de 120 decolagens diárias para fins de salto de paraquedismo e que já foram realizadas duas reuniões para discutir protocolos de atendimento e segurança, melhorias na gestão, estrutura e operação de atividades no local, com medidas jurídicas e institucionais para ampliação do atendimento de emergências.







ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:


Nosso Whatsapp

 (19) 9.9929 1015

Visitas: 788153 | Usuários Online: 23

Todos os direitos reservados a NOVA 15 - Todos os direitos reservados